Apresentação

Prezados internautas, este blog foi criado com intuito de expandir a palavra Bíblica,

em meus aprendizados como cristão praticante.

Tenho por hobby, a prática da escrita e, dentre esta, também os poemas, sendo alguns destes dedicados à Sagrada Escritura.

Como não consegui, por mais que tentasse, repassá-las para quem quisesse musicá-las, pois acredito que haja esta possibilidade, apesar de não ser compositor, resolvi divulgá-las por meio eletrônico, para que não ficassem apenas em um arquivo pessoal.

Boa leitura e “Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo”.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

"Assim caminha a humanidade"

Assim caminha a humanidade

Assim caminha a humanidade,
numa digital velocidade,
com todos os assuntos a tempo e hora,
pois a informação não demora.

Tudo se torna, imediatamente, viral,
mas pouco importa se o fato é real,
o que interessa é qualquer acontecimento,
e as redes sociais, almejam crescimento.

Aí se banaliza os morais valores,
não me importa, dos irmãos suas dores.
Perdeu-se a noção de horror,
abrindo espaço ao terror.

A vida humana foi vulgarizada,
nenhuma criatura vale mais nada.
Mata-se por disputa de poder, drogas e até crença,
por dinheiro, invejas, paixões ou qualquer desavença.

No lixo foi jogada a comum união,
é descartável o amor, a paz e até mesmo a razão.
O ter venceu o ser, em detrimento da felicidade,
assim caminha a humanidade.

Vence a política de hipócritas e mercenários,
fazendo seus eleitores ingênuos e otários.
E uma sociedade, prostituída e mundana,
que a seus semelhantes, sem escrúpulos, engana.

Gentileza, respeito e obediência, são coisas de criança.
Pra que eu vou ter fé e esperança?
A minha religião está contaminada
e nessa conduta a humanidade vai sendo exterminada.

Hoje se plantou no mundo a revolta.
Tornou-se então, urgentíssima a Sua volta.
Pai, perdoai-nos! Nós não conhecemos a verdade.
Assim caminha a humanidade.

03/05/2017

Antônio de Pádua Elias de Sousa

Formiga-MG

terça-feira, 4 de abril de 2017

"Páscoa"

Páscoa ou Domingo da Ressurreição.

            Caríssimos irmãos e irmãs! Como entendermos a festa que nós, o povo cristão, celebramos há bem mais de dois mil anos?
            Festa esta, reformulada a partir de Jesus Cristo, que é a principal e mais importante de todas as celebrações do ano litúrgico, a qual determina as demais datas das festas móveis cristãs, com exceção ao Advento.
            Vejamos pois, algumas citações bíblicas:
1-     “O rei deu esta ordem a todo o povo: Celebrareis a Páscoa em honra do Senhor, vosso Deus, segundo as prescrições do livro da Aliança.”(IIReis.23,21)

2-     Imolareis, em seguida, a Páscoa e santificar-vos-eis a fim de prepará-la para vossos irmãos, conforme a palavra do Senhor, transmitida por Moisés.”(IICrônicas.35,6)

3-     Enquanto Jesus celebrava em Jerusalém a festa da Páscoa, muitos creram no seu nome, à vista dos milagres que fazia.”(João.2,23)

4-     “Foi pela fé que mandou celebrar a Páscoa e aspergir (os portais) com sangue, para que o anjo exterminador dos primogênitos poupasse os filhos de Israel.”(Hebreus.11,28)


Logo, podemos observar, que desde antes à vinda do vosso filho, Jesus Cristo, Deus já se preocupava com seu povo e o preparava para a LIBERDADE!
E qual seria esta Liberdade?
1-    Da escravidão,
2-    Do pecado,
3-    Das preocupações mundanas e
4-    Da morte.

E qual seria o sentido desta Liberdade?
1-    A Felicidade,
2-    A Santidade,
3-    A União,
4-    A Purificação,
5-    A Filiação e
6-    A Eternidade.

E o que Ele nos pede para alcançarmos tudo isso?
1-    A Obediência,
2-    O Respeito,
3-    A Humildade,
4-    A Caridade,
5-    A Solidariedade,
6-    O Sacrifício,
7-    O Arrependimento,
8-    A Oração,
9-    A comunhão,
10-  A Esperança e
11-  A Fé.

Assim podemos concluir, que a vinda de Jesus Cristo, foi devidamente preparada para cumprir a missão lhe fora ordenada pelo Pai, ou seja, como bom pastor, apascentar e resgatar as suas ovelhas perdidas.
De acordo com o Novo Testamento, Jesus deu à refeição pascal um novo significado, pois ele preparava a si e aos seus discípulos para morte quando durante a ceia no cenáculo. Ele identificou o pão e o vinho como sendo seu corpo, que logo seria sacrificado, e seu sangue, que seria derramado, ordenando que tal gesto, fosse repetido em Sua Memória.
Ainda no mesmo livro, ensina que a ressurreição de Jesus, celebrada pela Páscoa, é o essencial fundamento da fé cristã, mistério jamais comparável. A ressurreição estabeleceu Jesus como sendo Filho de Deus e é citada como prova de que Deus irá julgar o mundo com justiça.
Portanto, interpretemos Páscoa igual à Purificação, para que sejamos dignos das promessas de Deus e possamos encontra-Lo novamente na eternidade, da mesma maneira como Ele nos criou, ou seja, à sua Imagem e Semelhança.


“Gloria in excelsis Deo” – Glória a Deus nas alturas


Antônio de Pádua Elias de Sousa
Formiga-MG


terça-feira, 29 de novembro de 2016

"Apocalipse 1"

Apocalipse 1


Palavra confiada por Deus,
em Cristo Jesus sua revelação,
para manifestar aos servos seus,
intermediadas por João.

Testemunho vivo de tudo que tem a acontecer.
O tempo está próximo! Ele diz:
Resta-nos então crer,
para um juízo feliz.

Por amor extinguiu os pecados,
que no seu sangue foram lavados.
Por séculos entre mortos e reis é soberano,
a sua glória e poder está em divino e humano.

Afirma que numa nuvem retornará.
Que todas as raças da terra então o verá,
pois Ele é início e fim
e ordenando que escrevesse em livro assim.

No símbolo de sete, tudo foi revelado.
Candelabros, estrelas, anjos e igrejas.
No rosto a força e o brilho do sol assemelhado.
As coisas atuais e futuras não temas e vigilante estejas!


20/10/2016

Antônio de Pádua Elias de Sousa
Formiga-MG




segunda-feira, 28 de novembro de 2016

"Apocalipse 2"

Apocalipse 2


“ Quem tiver ouvidos,
ouça o que o Espírito diz às Igrejas”!
Assim os seus anjos eram requeridos,
se tiveres dúvidas, minhas ordens revejas!

Em Éfeso, Esmirna, Pérgamo e Tiatira,
anunciado foi, em busca do vencedor.
As obras, o trabalho, o arrependimento, até a mentira,
de tudo Ele era conhecedor.

Ciente da angústia, da pobreza e difamações,
o sofrimento  passarás sem temor.
O demônio lançara prisão e tribulações,
mas sejas fiel ao meu amor.

Na sua fé renegastes satanás,
mas seguistes também outra doutrina.
As imundices e idolatria julgarás,
somente o arrependimento me agrada e fascina.

Repreendas a sedução e o adultério,
pois perecerão pela peste os seus filhos.
Hão de sofrer com rigor e critério,
são nas tuas obras que terão os brilhos.

“Quem tiver ouvidos, ouça”....


21/10/2016

Antônio de Pádua Elias de Sousa
Formiga-MG




domingo, 20 de novembro de 2016

"Apocalipse 3"

Apocalipse 3


E continuava o anjo sua odisseia!
“ Quem tiver ouvidos, ouça”.... Anunciava.
Em Sardes, Filadélfia e Laodiceia,
pelos vencedores procura.

Ouviram a doutrina, logo sejam vigilantes,
pois sua obra não está perfeita.
Somente os escolhidos terão vestes alvejantes
e a passagem da porta é estreita.

Atentem que seu nome está no livro da vida,
qual será, diante do Pai, proclamado.
Fazei pois, ter a luta vencida,
o guardião da palavra, reconhecerá ser amado.

Ao arrependido, na hora da provação,
quando sobrevir ao mundo inteiro,
este terá a proteção,
é a promessa do Santo e o Verdadeiro.

Guardas então a palavra com clareza!
Sem ela és pobre, cego e estás nu.
Somente a palavra é tua riqueza.
Assim o escolhido serás tu.


24/10/2016

Antônio de Pádua Elias de Sousa
Formiga-MG






sábado, 19 de novembro de 2016

"Apocalipse 4"

Apocalipse 4


E o que está para acontecer?
Esta luz fora mostrada no céu.
Na alegria do Espírito, apresentação no trono de um Ser,
que sob uma auréola, admirava seu apogeu.

Ao seu redor, muita sabedoria e respeito,
de onde  brilhavam os Espíritos de Deus.
A transparência e proteção em estado perfeito,
sendo guardado por entes seus.

A descrição da majestade, força, conhecimento, visão e liberdade.
Ouvindo o brando com fervor de dia e de noite.
No reconhecimento de que Deus é o Santo da amizade,
que voltará para conciliação sem açoite.

E todos lhe rendiam honra e glória.
Naquele que por séculos e séculos vive.
Pelo entendimento verdadeiro da vitória.
E a certeza de que por Ele tudo fora criado, obtive.


25/10/2016

Antônio de Pádua Elias de Sousa
Formiga-MG






sexta-feira, 18 de novembro de 2016

"Apocalipse 5"

Apocalipse 5


Daquele que no trono estava sentado,
havia em sua destra mão,
um livro escrito e selado.
Mas quem seria digno de abri-lo então?

Era preciso desatar-lhe sete selos.
Mas ninguém no céu ou na terra fora encontrado.
Necessita dignidade para assim o fazê-lo.
E aí que apareceu o Cordeiro Imolado.

Era o descendente de Davi.
O Leão da Tribo de Judá.
Eis que no meio do trono, eu o vi,
recebendo o livro, em meio a orações e anjos a cantar.

Diante de um canto novo à saber:
“A Ele a glória, a honra, o louvor,
a riqueza, a força, a sabedoria e o poder.
Ele é o Senhor”!

O teu sangue foi o preço,
do resgate de homens para Deus.
E as criaturas tiveram novo começo,
para serem, novamente, filhos seus.


26/10/2016

Antônio de Pádua Elias de Sousa

Formiga-MG